Parafina na podologia: descubra tudo sobre essa técnica de hidratação

A parafina para fins estéticos é uma técnica bastante utilizada em espaços de beleza, nos procedimentos de spa dos pés e das mãos. O procedimento traz benefícios incríveis de hidratação, melhorando a textura e aparência da pele e recuperando o manto lipídico.

O tratamento é ideal para peles extremamente ressecadas e pode ser utilizado nas mãos, pés, joelhos, cotovelos e em regiões com psoríase. Quer conhecer melhor esse ingrediente e descobrir o poder da parafina na podologia? Então continue lendo este post.

O que é a parafina?

Também conhecida como óleo mineral ou vaselina líquida, a parafina é uma mistura de hidrocarbonetos obtida por meio da destilação do petróleo bruto. A substância não é tóxica e é comumente utilizada nas indústrias de medicamentos, cosméticos e tratamentos estéticos devido a seu alto poder hidratante.

parafina na podologia

Quais os benefícios da parafina na podologia?

A parafina funciona de duas formas na podologia, como agente carreador e como agente oclusivo. Como carreadora, ela auxilia na absorção do hidratante e transfere seus efeitos para a pele, melhorando a textura.

Já sua função oclusiva acontece por conta do poder da substância de criar uma camada protetora na pele, promovendo a abertura dos poros e auxiliando na redução das células mortas acumuladas. Além disso, a parafina é responsável por melhorar a elasticidade dos tecidos, diminuindo as sensações de asperezas e ressecamentos e auxiliando no tratamento de fissuras, rachaduras e peles extremamente finas.

Ao utilizar a parafina aquecida a pelo menos 37°C, é possível, também, melhorar a circulação sanguínea, auxiliando na umidade interna dos tecidos e hidratando de dentro para fora.

Além das aplicações estéticas, o tratamento com parafina quente também apresenta funções terapêuticas, atuando no alívio de dores e rigidez das articulações e melhorando a amplitude dos movimentos em pacientes com artrite e tendinite.

Como é feita a aplicação?

Existem dois tipos de parafina que podem ser utilizados na podologia, a quente e a fria. Para a aplicação da parafina quente, ou térmica, a substância deve ser aquecida em um recipiente adequado a uma temperatura entre 45 e 55°C.

Em seguida, é preciso submergir os pés ou pincelar a área com um pincel até cobrir toda a superfície com uma capa espessa. Após a solidificação da parafina, cubra a região com um papel ou plástico impermeável e embrulhe em uma toalha para manter o calor.

O tempo de pausa deve ser de quinze minutos e, durante esse intervalo, é importante manter os pés parados para evitar que a parafina se rompa. Passados os quinze minutos, retire a parafina delicadamente e aplique um creme hidratante em toda a superfície, massageando para garantir a completa absorção.

Parafina quente ou fria, qual é a melhor?

Assim como sua versão quente, a parafina fria também oferece resultados muito satisfatórios na melhora da elasticidade e hidratação da pele. As vantagens dessa versão ficam na praticidade e agilidade do tratamento, que dispensa utensílios específicos e não precisa ser removida, pois é completamente absorvida pela pele.

Quando aplicada, a parafina fria também promove um aquecimento, agindo assim, no aumento da circulação local. Por isso, todos os benefícios do tratamento são obtidos da mesma forma com ambas as versões. A opção fria permite ainda, que o paciente dê continuidade ao tratamento em casa, aplicando o creme e ocluindo com uma meia ou bota plástica. 

Por fim, a opção fria apresenta uma vantagem importante, a possibilidade de aplicação em pessoas portadoras de diabetes. Por apresentarem uma pele mais fina e, muitas vezes, a falta de sensibilidade ao calor, esse público não deve utilizar a parafina quente,  que pode causar acidentes e complicações.

A parafina na podologia é uma excelente ferramenta para melhorar a hidratação da pele e deixar os pés mais macios, bonitos e livres de rachaduras e fissuras. O tratamento pode ser realizado, tanto com a substância quente, quanto fria e deve ser aliado a cremes de hidratação profunda.

E você, já conhecia todos os benefícios dessa substância? Compartilhe este post com seus colegas e ajude mais pessoas a conhecerem esse tratamento.

Deixe um comentário